Destaques

Leia as principais notícias sobre o lançamento de livros, agenda de eventos científicos e pesquisas realizadas pelo Núcleo de Multimídia e Internet. 

Para pensar o papel estratégico da pesquisa

Pesquisadora Andrea Castello Branco Judice em palestra aos estudantes da UnB
Foto: Divulgação

Nesta última terça-feira, dia 20 de janeiro, a pesquisadora do Núcleo de Multimídia e Internet (NMI), Andrea Castello Branco Judice falou para um público formado por 50 estudantes do curso de Comunicação, da Universidade de Brasília sobre o papel do Design Estratégico e o gerenciamento interdisciplinar de projetos de pesquisas, uma das vertentes de atuação do NMI, junto a empresas, governo, sociedade e a academia. “Pensar nestes fatores representa pensar sobre a realização de uma pesquisa e para isso é fundamental que possamos elaborar metas e objetivos e sabermos quais resultados queremos obter com cada um destes contextos”, explicou ao tratar da importância da pesquisa para o desenvolvimento social, econômico e cultural de um país.

Uma das questões levantadas por Andrea foi a importância da colaboração, participação, comprometimento e confiança quando se trata de pensar estrategicamente uma atividade de pesquisa que envolva não apenas o design, mas uma série de áreas do conhecimento. Todos estes fatores estão inseridos em um trabalho que já dura mais de 10 anos, envolvendo moradores de Vila Rosário, localidade que integra a cidade de Duque de Caxias, no Rio de Janeiro (RJ). O trabalho iniciou-se pelo Instituto Vila Rosário e, a partir de um convite recebido, um grupo de pesquisadores da Universidade Aalto, em Helsinque, na Finlândia teve papel fundamental no trabalho com temas que envolvem o HIV, Tuberculose e outras doenças tropicais. “A pesquisa desenvolvida teve foco no design social e no design estratégico aplicados à melhoria da qualidade de vida das pessoas, e a pesquisa científica precisa funcionar por este motivo”, afirma a pesquisadora. 

Oficinas, palestras, promoção de debates, peças de teatro e instalações foram alguns dos métodos utilizados pelo grupo de pesquisadores para coleta e desenvolvimento do trabalho de campo. Hoje, morando no Brasil, há seis anos, Andrea faz parte do grupo que desenvolve novas metodologias e atua de forma interdisciplinar nas pesquisas realizadas pelo NMI, junto a órgãos públicos, entidades internacionais e a iniciativa privada.
 
Foi a partir de uma palestra, para um público formado por 50 estudantes da Faculdade de Comunicação, Universidade de Brasília, que a pesquisadora do Núcleo de Multimídia e Internet, Andrea Castello Branco Judice transmitiu.

Por: Ana Carolina Kalume Maranhão